Sábado, 29 de Setembro de 2007

...

                                       pensamento


Meus pensamentos sao flores perfumado o vento
                                       ate voce ...
Meu momento , instante em que choro por nao te
                             ter me abraçado.
Beijado meu sorriso e dizendo assim : nao sei como
esse amor comecou , so sei que nao tem fim ...

Pois e tão triste esconder um sentimento tao
                             puro como esse.
É facil explicar , deficil é entender a dor , amor , sonhos
                               e ilusoês.
Climas e paixões em mim em mim so um anjo
                            magoado pelo amor
Por qual foi fiel e unico  em todos momentos
                          que o vive e continuo a viver...
publicado por denguepaz às 00:30
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 28 de Setembro de 2007

...

                                                           lugar

Eu ainda lembro o dia em que eu te encontrei foi uma noite de magia .
Em que os testemunhos eram os nossos coraçoes solitarios procurando
 
um pelo outro ...
Lembro o dia em que nossos coracoes se uniam na escuridao da noite .
Lembro ainda cada palavra tua , teus sonhos , segredos e medos .


Lembro ainda como era facil viver , ainda lembro .
Ainda lembro cada pedaco teu.

vivendo dentro de mim como se voce a minha ultima gota de sangue
Lembro ainda como se voce ontem .

Mas acordo e nao te encontro em mim..
Lembro ainda
publicado por denguepaz às 23:29
link do post | comentar | favorito
Domingo, 23 de Setembro de 2007

...

  Silêncio   


No meio desta surdez,
o silêncio surge, entra
por mim onde beijos sonhados urgem...

Sonhando realidades nunca vividas,
as vozes que desaparecem, 
misturadas com as lágrimas que se esquecem.

Sentindo beijos que não dei
as palavras que não disse,
todos os carinhos que um dia almejei...

Desejo-te, ainda nos meus braços.
sentindo o teu corpo entre dedos,
sussurrando no meu ouvido, segredos...

Olhando-te, a meu lado...
navegando no teu azul olhar,
imaginado tudo, sentindo,
temendo o passado... retornas?!

Esperando, o principio que não chega,
o murmúrio que te lanço,
naqueles olhares, nos sorrisos da boca...
desejando-te em mim!

E o fim chega, 
disfarçado de novo começo... 
Silêncio   


No meio desta surdez,
o silêncio surge, entra
por mim onde beijos sonhados urgem...

Sonhando realidades nunca vividas,
as vozes que desaparecem, 
misturadas com as lágrimas que se esquecem.

Sentindo beijos que não dei
as palavras que não disse,
todos os carinhos que um dia almejei...

Desejo-te, ainda nos meus braços.
sentindo o teu corpo entre dedos,
sussurrando no meu ouvido, segredos...

Olhando-te, a meu lado...
navegando no teu azul olhar,
imaginado tudo, sentindo,
temendo o passado... retornas?!

Esperando, o principio que não chega,
o murmúrio que te lanço,
naqueles olhares, nos sorrisos da boca...
desejando-te em mim!

E o fim chega, 
disfarçado de novo começo...
publicado por denguepaz às 03:09
link do post | comentar | favorito

...

Choro por ela, por tudo ou por nada.

Quero chorar e não consigo,
Chorar por ela, por tudo, por nada,
Frustado por não conseguir tê-la a amar,
Cansado por não a fazer pra mim olhar.

É um peso ofegante no meu pescoço,
São batidas delirantes no meu coração,
É um formigueiro pelo corpo acima,
É o esforço para viver no precipício.

Muitas vezes passo a minha mão pela cara,
Escondendo meu rosto de sofrimento por nada,
Ou por tudo que me bate como uma forte estalada,
Incompreendida fica minha reacção aos que me olham.

Choro sem conseguir chorar,
Choro uma lágrima, uma dor, uma desilusão,
Triste por tudo eu amar e tudo a mim não me ama,
Infeliz fico por tudo neste mundo ser o vazio sem chama.

Como posso explicar tanta coisa por explicar,
Se sinto e vejo para depois logo esconder cá dentro,
Multiplicando os amores, paixões e corações passados,
Não sabendo quando chorar, quando amar, quando falar.

Por mais ondas que apanho no mar do amor,
Por mais pancadas que levo neste coração,
Erro e erro, e erro, e volta tudo a acontecer,
Eu sofro, e deixo a onda sempre me bater.

Nado ás escuras contra a corrente contrária,
Corro numa estrada sem fim e sem parar,
Por tudo o que vou sentir por ela, por amar,
Ou por nada vou ficar sempre de novo a chorar.
publicado por denguepaz às 03:02
link do post | comentar | favorito

Porque me chamas amor?

 

Porque me chamas Amor?

Amor

É ser fiel... é respeitar!!

É dar, sem querer nada em troca...

É despirmo-nos de objectivos

e interesses materiais!

É não atraiçoar,

É dizer uma verdade amarga,

e não uma mentira doce, só para fazer sonhar ..

Amor

È estarmos numa Festa, rodeados de gente,

e desejarmos que essa festa acabe depressa,

para podermos ouvir a voz do outro,

ainda que Este esteja fisicamente distante.

Amor?

Amor é Não cedermos a provocações Eróticas.

vindas de mentes alucinadas,

que se escondem atrás de cortinas Néticas

onde julgam tudo ser permitido...

Amor

É oferecer o perfume preferido,

Ainda que nós mesmos, tenhamos falta de um...

Amor é abdicarmos de um hobby, ou até de um vício,

Para aproveitarmos até ao mais ínfimo momento,

A rara e difícil presença do outro...

Amor

É saber ouvir um queixume...

acariciar onde dói...suavemente...

e dizer que já vai passar...!

Amor, é curar uma ferida...carinhosamente ...!

Amor

É fazer 1000 km...

para olhar nos olhos...abraçar...

e trocar beijos de Mel...!

 

publicado por denguepaz às 03:00
link do post | comentar | favorito

Quadras da minha solidao



Fica longe o sol que vi,
aquecer meu corpo outrora...
Como é breve o sol daqui!
E como é longa esta hora...

Donde estou vejo partir
quem parte certo e feliz.
Só eu fico. E sonho ir,
rumo ao sol do meu país...

Por isso as asas dormentes,
suspiram por outro céu.
Mas ai delas! tão doentes,
não podem voar mais eu...

que comigo, preso a mim,
tudo quanto sei de cor...
Chamem-lhe nomes sem fim,
por todos responde a dor.

Mas dor de quê? dor de quem,
se nada tenho a sofrer?...
Saudade?...Amor?...Sei lá bem!
É qualquer coisa a morrer...

E assim, no pulso dos dias,
sinto chegar outro Outono...
passam as horas esguias,
levando o meu abandono..
publicado por denguepaz às 02:22
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
30

.posts recentes

. um dia

. lagrima

. possuir

. perdi

. Descobri

. sonhos

. so

. PAI

. AMAR

. sonho intocavel em mim

.arquivos

. Abril 2008

. Janeiro 2008

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Março 2007

.Videos

blogs SAPO

.subscrever feeds